• Início

4.ª Conferência TSF/Abbvie: Sustentabilidade na Saúde

4aConferenciaTSFAbbVieAssistimos no dia 3 de Março de 2015 à 4.ª Conferência TSF/Abbvie que se realizou no Centro Cultural de Belém e que este ano foi dedicada à Sustentabilidade na Saúde. Foram apresentados os resultados do estudo sobre Saúde Sustentável, da responsabilidade de uma equipa liderada pelo Prof. Pedro Simões Coelho da NOVA IMS, que analisa a despesa e o investimento na Saúde. Tendo por base um questionário efectuado junto de uma amostra da população portuguesa sobre a satisfação relativamente ao Serviço Nacional de Saúde, este estudo pretende servir de base à criação de um indicador capaz de medir a sustentabilidade em saúde. De acordo com os dados apurados, de uma maneira geral os portugueses consideram o SNS eficaz (74,7%) e reconhecem qualidade nos serviços de saúde (67,4%), embora estejam menos satisfeitos com os tempos de espera entre a marcação e a realização dos actos médicos (43,3%) e sobretudo com o preço (47,5%), tanto das taxas moderadoras praticadas pelo SNS (29,7%), como da comparticipação do Estado para a medicação prescrita nos últimos doze meses (40,2%).

A nosso ver, uma das conclusões mais preocupantes deste estudo é que 16% dos utilizadores do SNS deixaram de comprar medicamentos prescritos por médicos devido ao seu custo e que 11% desses medicamentos são relativos a medicação prolongada, ou seja, prescritos para condições crónicas. Cumpre-nos estar atentos a estas situações em que os recursos económicos não são suficientes para fazer face às despesas do quotidiano. Qualquer «poupança» aparente e imediata pode acarretar sérios riscos e custos de saúde agravados num futuro próximo.